Congresso SBHCI 2018 – 1º Dia de Cobertura


O maior Congresso de Cardiologia Intervencionista do Brasil iniciou-se hoje na famosa cidade Sorriso, Curitiba- PR. De blusas e meias devido ao frio, a equipe da SBHCI está in loco para a cobertura do evento.

Neste ano, a organização espera a participação de mais de 1000 profissionais entre médicos, enfermeiros e indústria de dispositivos médicos da cardiologia intervencionista, que se reunirão para compartilhar os principais temas em cardiologia intervencionista.

O congresso iniciou às 10:30h da manhã com quatro salas simultâneas. Na sala Carlos Gomes, o tema abordado foi MitraClip com a participação de convidados internacionais.  Foi exposto e discutido aspectos técnicos sobre a indicação, preparação do paciente, papel do ecocardiograma e avanços no dispositivo.


Na sala Mozart, com presença maciça dos participantes, abordou-se a intervenção em tronco de coronária esquerda e lesões de bifurcação, assunto de grande interesse e presente na rotina diária do hemodinamicista. Foram discutidos os principais estudos que compararam as diferentes técnicas de bifurcação e  os resultados do tratamento percutâneo versus cirúrgico. Já na sala Beethoven foram discutidas as complicações no laboratório de hemodinâmica. As cardiopatias congênitas foram o tema principal da sala Bach, começando com as atualizações em intervenções pediátricas, desde os acessos vasculares até o uso de dispositivos oclusivos.


Na hora do almoço, os participantes puderam optar por ampliar seu conhecimento na área desfrutando de um lanche box especial enquanto participavam do simpósio Miami Valves (revisão e casos clínicos sobre TAVI). No início do simpósio aconteceu uma bela homenagem ao Dr. Eberhard Grube, um dos pioneiros da TAVI no mundo,  em comemoração aos 10 anos do primeiro procedimento no Brasil.


Os participantes também puderam aproveitar o Workshop sobre desenvolvimento dos dispositivos médicos, além de assuntos de grande interesse abordados no Fórum de qualidade profissional.


Fartos de sabores porém não fartos de conhecimento, os congressistas tiveram a oportunidade de conhecer o passo a passo em oclusão crônica, questões relevantes como a escolha do paciente, o momento adequado e o tipo de abordagem. Por último, mas não menos importante, as intervenções para o aumento do fluxo pulmonar a polêmica da ausência do cirurgião no cenário do tratamento paliativo das cardiopatias congênitas de hipofluxo pulmonar, bem como as diversas técnicas hoje disponíveis para auxiliar o intervencionista foram os temas discutidos.

Ao final da tarde, foi realizada a solenidade de abertura oficial do congresso que contou com a ilustre participação da presidente da SBHCI, Dra Viviana Lemke e do presidente do congresso Dr. Lázaro Garcia,  assim como toda diretoria.

Para finalizar com chave de ouro, todos foram convidados para uma festa ao estilo alemão, com chopp artesanal e música típica.



0 visualização

Parceria:

Apoio:

scitech.png
MicroPort Logo.png

Copyright © Sociedade Brasileira de Hemodinâmica e Cardiologia Intervencionista